Sobre o videodança: O que te alimenta? Bori é um média-metragem produzido pelo Grupo Ewé que se debruça na relação entre o alimento e as danças rituais. O nome é uma referência ao ritual primordial dentro do Candomblé, Bori, ritual em iorubá que significa “dar de comer à cabeça”. O videodança é uma homenagem à entidade Ori, com a qual celebramos toda contribuição de conhecimento gerado a partir das manifestações culturais dos povos pretos. Bori é uma mesa farta de alimentos fornecidos pelas matrizes africanas, suas histórias, corpos, religiosidades, universos simbólicos, filosofias, músicas e danças. Alimento para os olhos, ouvidos, sentimentos, memórias, para o passado e para o presente. Tudo come!

 

Ficha Técnica: Diretor geral, Diretor artístico e Coreógrafo - Luiz Anastácio Intérpretes - Beatriz Oliveira, Elisângela França, Joyce Aparecida, Luiz Anastácio, Luiza Moreira, Rafaela Araújo, Thico Lopes Designer e Diretor de Mídia - Ian Muntoreanu Maquiagem (conceito e criação) - Luiz Anastácio Figurino (conceito e criação) - Luiz Anastácio Adereços cênicos (conceito) - Luiz Anastácio Adereços cênicos (confecção) - Luiz Anastácio Beatriz Oliveira (abebé de Yemojá) Thico Lopes (cinturão de Ogum) Iluminação - Ian Muntoreanu e Luiz Anastácio Trilha Sonora - Ian Muntoreanu e Luiz Anastácio Coreógrafo de Edição de Vídeo - Luiz Anastácio Edição de Vídeo - Ian Muntoreanu Assistente de Edição de Vídeo - Beatriz Oliveira Texto - Luiz Anastácio Voz - Beatriz Oliveira Preparação dos alimentos: Luiz Anastácio Ian Muntoreanu (caldo verde) Luiza Moreira (conserva de batatas)

Bastidores da gravação do videodança Bori

Pequenos episódios da rotina de gravação do videodança Bori, produzido pelo Grupo Ewé. Momentos de descontração, brigas, quedas, erros de gravação e cansaço. Foram 17 dias de gravação, muito glitter e trabalho duro de todes integrantes.

Bastidores